IMAGENS E MEMÓRIAS: NARRATIVAS VIVAS EM (COM)TEXTOS EDUCATIVOS

Nome: Maria Angélica Vago Soares
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 25/05/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Gerda Margit Schutz Foerste Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Carlos Rodrigues Brandão Examinador Externo
Erineu Foerste Examinador Interno
Gerda Margit Schutz Foerste Orientador
Hiran Pinel Examinador Interno
MARINA RODRIGUES MIRANDA Examinador Externo

Resumo: A pesquisa relatada nesta tese de doutorado tem como eixos de discussão as imagens e as memórias nos (com)textos educativos que se intercambiam nos encontros intergeracionais. Objetivou descrever o processo de produção de narrativas a partir de imagens e memórias da cidade, do bairro e da escola por crianças/adolescentes. Para tanto, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Sonia Regina Gomes Rezende Franco, localizada no Bairro Serra Dourada I, Serra-ES, crianças/adolescentes de uma turma de 6º/7º anos foram envolvidas em um projeto de ensino de Arte que se desenrolou no âmbito das aulas de Arte e História, ao longo dos anos letivos de 2015 e 2016. Nesse período, foram oportunizadas a apreciação de vídeo-gravações e fotografias com imagens da Serra-ES e visitas-passeios a espaços culturais da cidade, sempre definidas a partir de negociação com os(as) colaboradores(as) da pesquisa, de abordagem qualitativa com inspiração etnográfica. A essas atividades se sucederam momentos organizados no formato de rodas de conversa em diversas dimensões, nas quais ocorreu a produção de narrativas, compostas a partir das relações de troca e compartilha de imagens e memórias entre as próprias crianças/adolescentes e também com adultos, configurando, portanto, encontros intergeracionais. O registro de dados foi feito a partir de fotografias, produzidas pela pesquisadora e colaboradores(as) e também pertencentes ao acervo da escola e de uma professora, vídeo-gravações, diários de campo, mantidos pela pesquisadora e pelas crianças/adolescentes narradoras. Em formatos oral, escrito e imagético, as narrativas foram analisadas a partir de categorias que emergem do pensamento de Benjamin (2012, 2013a), perpassando as matrizes de tempo e espaço, imagens e memórias e intercâmbio. O diálogo com estudos relacionados ao ensino da Arte (BARBOSA, 2002, 2010; FERRAZ; FUSARI, 2009; IAVELBERG, 2003; SCHÜTZ-FOERSTE, 2004), imagens e memórias (CIAVATTA, 2009; HALBAWACHS, 2003; BOSI, 1994), colaboração (FOERSTE, 2005; BRANDÃO, 1984, 2003, 2007) e encontros intergeracionais (MANNHEIN, 1952) também permitiram por luz sobre os dados. O processo de análise evidencia a emergência do trabalho baseado no que estamos denominando colaboração-parceria, o qual, centrado nas narrativas e trocas simbólicas entre os sujeitos, surge como possibilidade para o cultivo das imagens e memórias tradicionais por meio de narrativas vivas.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910