A dimensão amorosa da atividade docente: uma abordagem teórico-crítica do conceito de amor

Resumo: O discurso sobre o amor e o trabalho docente no metier educacional brasileiro e no mercado editorial desta área tem sido recorrente e está repleto de representantes quase sempre vinculados a uma perspectiva acrítica e ahistórica do fenômeno educativo, em particular da história da categoria docente. A investigação dialoga com a Teoria-Crítica da Sociedade (Escola de Frankfurt), em especial c/a filosofia de Theodor Adorno que argumenta que no cerne do ato educativo e da atividade filosófica reside o conceito de amor. Como objetivos específicos da pesquisa, destacam-se: 1) avaliar até que ponto o conceito de amor, tal qual disposto na filosofia adorniana, é análogo àquele apresentado na teoria psicanalítica de Freud; 2) destacar, da filosofia de Adorno, bem como da teoria psicanalítica de Freud, pistas e elementos que possam contribuir para se elaborar uma teoria crítica da educação a partir do conceito de amor por eles elaborado; 3) revelar possíveis desdobramentos do conceito de amor, para o campo educacional, formulado pelos autores em questão.

Data de início: 2008-03-05
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Robson Loureiro
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910