O Trabalho Colaborativo Mediado pela Internet em Turma de Alunos do 4º Ano do Ensino Fundamental

Nome: Rita de Cassia Rosa
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 09/03/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Gerda Margit Schutz Foerste Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Alex Jordane de Oliveira Examinador Externo
Gerda Margit Schutz Foerste Orientador
Robson Loureiro Examinador Interno
Vânia Maria Pereira dos Santos-Wagner Examinador Interno

Resumo: Esta pesquisa busca refletir sobre o trabalho colaborativo em contexto escolar em turma de alunos do 4º ano do ensino fundamental de uma escola do Município de Santa Maria de Jetibá/Estado do Espírito Santo/Brasil. Pretendemos responder a seguinte pergunta: Como se dá o trabalho colaborativo mediado pela internet em turma de alunos do 4º ano do ensino fundamental? Para isso, aprofundamos nossas reflexões nas discussões teórico-metodológicas que colaboram no embasamento dos conceitos-chave que nortearam este estudo como: trabalho e educação (FLUSSER, 1985; VIGOTSKY, 2001; ANTUNES, 2012; LIMA, 2013), constituição cultural da criança (VEER & VALSINER, 1996; VIGOTSKY, 2001; PINO, 2005), trabalho colaborativo (FREIRE, 1987; BURTON, BRNA & PILKINGTON, 2000; BRANDÃO, 2003; RAMOS, 2006; TELES & IBIAPINA, 2009), tecnologias (LE GOFF, 2003; CASTELLS, 2006; FREITAS, 2011) etc. Utilizando como metodologia a abordagem qualitativa, realizando uma pequena intervenção, onde produzimos com as crianças-sujeitos desta pesquisa, os dados que foram analisados sob a luz dos conceitos basilares deste estudo. Para tanto, foi realizada visita ao museu, foram constituídos grupos, que colaborativamente produziram blogs. O computador e a internet foram mediadores do trabalho colaborativo. As dificuldades na realização da atividade pelos grupos, que não dominavam as funcionalidades das ferramentas, estabelecem-se como campo de discussões e tomada de decisão. Esses se constituíram como meios culturais ao mesmo tempo instrumento material e instrumento simbólico na pesquisa. Os resultados da investigação apontam para a colaboração enquanto prática produzida em grupo, cujo segredo principal foi a negociação, que exigiu acordos e diálogo e também momentos de descontentamento e frustrações. As colaborações que se evidenciaram durante as interlocuções entre os alunos na pesquisa se deram de forma muito frágil. As práticas colaborativas estiveram condicionadas ao tipo de grupo nos quais os alunos estavam inseridos e a troca de pares influenciou os acordos e negociações entre os sujeitos. O estudo possibilitou a experiência de partilha e o conhecimento a partir da participação e do trabalho colaborativo, mediado por ferramentas e signos em contexto de Novas Tecnologias de Comunicação.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910