Projetos de Pesquisa

LINHA 1 - DOCÊNCIA E GESTÃO DE PROCESSOS EDUCATIVOS

 

CONDIÇÕES DE EFETIVAÇÃO DA GESTÃO DEMOCRÁTICA PRESENTE NOS PLANOS MUNICIPAIS E NO PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

Coordenador: EDUARDO AUGUSTO MOSCON OLIVEIRA

Descrição: Investigação que propõe a analisar as condições de efetivação da gestão democrática da educação nos sistemas municipais de educação da Grande Vitória/ES e sistema estadual de ensino, após a promulgação do Plano Nacional de Educação (PNE), do Plano Estadual de Educação (PEE) e dos Planos Municipais de Educação (PME) tendo em vista as estratégias da meta 19 do PNE (Lei 13.005/2014). A pesquisa busca evidenciar os projetos e propostas elaboradas para o fortalecimento dos diferentes órgãos colegiados, assim como para a autonomia dos estabelecimentos de ensino

 

O PRIVADO NAS REDES PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Coordenador: EDUARDO AUGUSTO MOSCON OLIVEIRA

Descrição: O trabalho de pesquisa se propõe organizar levantamento sobre o conjunto de iniciativas do setor privado e suas organizações nas redes e sistemas de educação básica no período de 2007 a 2017. Pretende caracterizar as relações entre as esferas estadual e municipal e o setor privado no campo educacional, considerando os interesses estabelecidos e os modelos instituídos nos empreendimentos realizados no estado do Espírito Santo

 

A Gestão do Currículo no Sistema de Ensino do Estado do Espírito Santo: do Conselho Estadual de Educação à escola

Coordenador: Itamar Mendes da Silva

Descrição: A presente pesquisa propõe-se investigar as decisões do Conselho Estadual de Educação do Espírito Santo ? CEE/ES ?, homologadas pelo Secretário de Estado da Educação, que se constituíram em normas para Sistema de Ensino do Estado do Espírito Santo que direta ou indiretamente possibilitam reorganizações no currículo da escola em seus vários aspectos e impactam o trabalho da gestão pedagógica e administrativa das unidades escolares. Trata-se de estudo de natureza qualitativa que buscará focar sobre as decisões tomadas em plenária geral do CEE/ES entre os anos de 2006 e 2015. O estudo longitudinal se detém nos anos de vigência da Resolução CEE-ES nº 1.286/2006 e nos primeiros anos da resolução nº 3.777/2014 que da nova organização ao Sistema substituindo a primeira. Espera-se construir quadro que explicite as possibilidades e limites de efetivação das normas do Sistema nos organizações curriculares assumidas pelas escolas de Educação Básica

 

Práticas docentes de mediação da leitura de textos de conteúdos de Ciências e Biologia

Coordenadora: JUNIA FREGUGLIA MACHADO GARCIA

Descrição: Identifica a analisa as práticas docentes de mediação da leitura de textos de conteúdos de Ciências e Biologia em aulas do ensino fundamental e médio

 

A formação de professores nos cursos de licenciatura na UFES: a contribuição das disciplinas de Didática e Estágio Supervisionado

Coordenadora: KALLINE PEREIRA AROEIRA 

Descrição: O questionamento que se apresenta no exercício da produção deste estudo, privilegia discutir a relação entre o Estágio Supervisionado/Práticas de Ensino e a Didática, e como esta marca o seu lugar nesses processos de formação de professores. Refere-se a projeto de pesquisa guarda-chuva que busca estudar a relação entre a Didática e o campo de Estágio Supervisionado na formação pedagógica de futuros professores. Especificamente visa: analisar como a Didática tem sido caracterizada em programas de ensino de cursos de licenciatura da UFES; pesquisar os diálogos identificados entre a Disciplina de Didática e Estágio, considerando a visão de professores relacionados a essas disciplinas e; propor possibilidades em relação ao fortalecimento do trabalho com as disciplinas de Didática e Estágio em cursos de licenciatura. O estudo proposto apresenta semelhanças com os procedimentos pautados no estudo de caso etnográfico. As fontes documentais nesse contexto serão programas das disciplinas de Didática e de Estágios Supervisionados. Os participantes da pesquisa serão 22 professores que atuam com a disciplina de Estágio e/ou Didática em licenciaturas da Universidade Federal do Espírito Santo, que após esclarecidos em relação as características deste estudo, participarão da pesquisa por adesão voluntária

 

Cinema, infâncias e formação inicial de professores.

Coordenadora: LARISSA FERREIRA RODRIGUES

Descrição: O presente projeto de pesquisa objetiva promover redes estudos e de conversações entre/com os estudantes das licenciaturas e crianças de educação infantil, a partir do uso de imagens cinematográficas. Parte da premissa de que a formação inicial de professores como um movimento de constituição de subjetividades criadoras no âmbito da Universidade, é um importante processo que, ao se estabelecer por redes de conversações, possibilita a produção de trabalhos coletivos e inventivos, elaborando subjetividades a-centradas que podem encarnam nas escolas outras lógicas que não a de um aprender e ensinar triste, enclausurado, dogmático e moralizante. Toma como base para o debate da formação inicial de professores em suas relações com as infâncias os pressupostos teóricos que abarcam os conceitos e as imagens cinema, problematizadas por Bergson (2006) e Deleuze (2007), apresentando como intencionalidade por o pensamento em movimento e, dessa maneira, tecer políticas afirmativas de educação e de vida. Metodologicamente, pauta-se na tessitura de ?redes de conversações? (CARVALHO, 2009) junto aos estudantes das licenciaturas da Universidade Federal do Espírito Santo e às crianças da Educação Infantil do CEI CRIARTE. Como resultados de pesquisa pretende a produção de outras imagens que ajudem a movimentar o pensamento e as ações docentes para processos de aprender e ensinar mais inventivos e diferenciais, que se constituam para além da lógica de enquadramento da infância ou de projeção futura que se vislumbra diante da formação e do trabalho docente

 

Mediação pedagógica na formação inicial e continuada de professores de ciências e biologia na educação básica

Coordenadora: PATRICIA SILVEIRA DA SILVA TRAZZI

Descrição: O projeto de pesquisa se situa no campo das investigações sobre a docência na educação básica no que se refere a Educação em Ciências. A partir da matriz histórico-cultural, apresenta o conceito de mediação como elemento central na formação inicial e continuada de professores; e na promoção dos processos de ensino e aprendizagem na educação básica. O enfoque metodológico é baseado na pesquisa ação crítico colaborativa. Tem como objetivo a promoção de processos coletivos de reflexão na formação de professores de ciências e biologia considerando a interface escola e universidade

 

Patrimônio, ensino e formação de professores: memórias e sensibilidades

Coordenadora: REGINA CELI FRECHIANI Bitte

Descrição: Parte-se do pressuposto de que as categorias de memória e sensibilidade são importantes ferramentas para análises das práticas e representações que se inserem nessa relação. Para tanto, buscar-se-á nas narrativas e memórias de experiências docente e de formação continuada de duas escolas em Vitória (Ensino Médio) a articulação das diferentes áreas de ensino, no intuito de desvelar as potencialidades da educação patrimonial auxiliar na educação inicial e continuada de professores

 

Formação de professores: aspectos históricos em Educação do Campo

Coordenadora: RENATA DUARTE SIMOES

Descrição: Este Projeto de Pesquisa objetiva investigar como tem se dado a formação de professores que atuam em escolas do campo no Espírito Santo, assim como a constituição dos cursos de formação ofertados no Estado e o modo como pensam a formação docente, com vistas a analisar esses aspectos historicamente, contextualizando-os e conferindo-lhes sentido e visibilidade

 

A reforma do Ensino Médio com a Lei 13.415/2017: percursos das redes estaduais de ensino

Coordenadora: ROSEMEIRE DOS SANTOS BRITO

Descrição: estudar a reforma do Ensino Médio com a Lei 13.415/2017: percursos das redes estaduais de ensino

 

DISCURSIVIDADE SOBRE CURRÍCULO E DOCÊNCIA VEICULADA NO PERIÓDICO E CURRICULUM NO PERÍODO DE 2014-2016

Coordenadora: SANDRA KRETLI DA SILVA

Descrição: Trata o presente projeto de um desdobramento do projeto de pesquisa base, coordenado pela professora Dra. Janete Magalhães Carvalho, intitulado Discursividade sobre currículo da comunidade acadêmico-científica vinculada às associações do campo e veiculada em periódicos nacionais e internacional, cadastrado no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

 

Filmes e Conversas: por uma estética dos encontros

Coordenadora: SANDRA KRETLI DA SILVA

Descrição: Filmes e Conversas: por uma estética dos encontros

 

Arte e seu Ensino: perspectivas da criatividade para a educação contemporânea

Coordenadora: TANIA MARA ZANOTTI GUERRA FRIZZERA DELBONI

Descrição: Stela Maris Sanmartin é proponente/coordenadora do Projeto de Pesquisa ?Arte e seu Ensino: perspectivas da criatividade para a educação contemporânea?, inserido na grande área de Lingüística, Letras e Artes, aprovado, homologado e apto ao financiamento pelo Edital do Programa Institucional Fundo de Apoio à Pesquisa da Universidade Federal do Espírito Santo. O projeto tem como objetivo fundamentar a Educação Criativa. Especificamente levantar práticas pedagógicas criativas para o ensino de arte que permitem ao estudante ser autoral em suas produções artísticas. O universo da pesquisa será a formação e atuação de ex alunos do Máster Internacional de Criatividade aplicada total realizado na Universidade de Santiago de Compostela, Espanha no período entre os anos de 1995 à 2000. Os pesquisados hoje são profissionais que atuam em escolas, espaços não formais de educação intervindo com os princípios construídos ao longo da formação em Criatividade. A Pesquisa configura-se como qualitativa e prevê ações de levantamento de dados primários (documentos do Máster e entrevistas semi-estruturadas) e secundários (levantamento bibliográfico). As ações previstas no plano de trabalho foram: Participação no Encontro Iberoamericano de Criatividade em 2015; organização dos dados levantados no encontro; pesquisa bibliográfica e em fontes documentais do máster; tratamento dos dados levantados; preparação e realização de entrevistas; transcrições; análise e produção de artigo científico

 

Por uma estética da existência na constituição de um currículo-relação: entre formas, forças e processos de subjetivação

Coordenadora: TANIA MARA ZANOTTI GUERRA FRIZZERA DELBONI

Descrição: A pesquisa busca analisar, nos movimentos, fluxos, formas, forças, e intensidades da vida vivida no cotidiano escolar, as micropolíticas − afetos, afecções, desejos, enfim, as relações, os encontros com o político, o social, o cultural, nos quais são engendrados os contornos da realidade em um movimento contínuo de criação de uma estética da existência, em movimentos de constituição de um currículo-relação. Apresenta, como campo problemático: o modo como os sujeitos praticantes do cotidiano escolar potencializam os processos de subjetivação; as práticas de si engendradas, inventadas, no sentido de fazer a vida pulsar em uma estética da existência; e a escola como possibilidade de constituir-se um laboratório de existência, em sua configuração do mundo da política, coengendrando o conhecimento como o mais potente dos afetos com currículos, aprendizagens, constituição de si e do outro. Utiliza, como intercessores teóricos, Foucault (1992, 2006, 2008, 2010), Deleuze (1992, 1997), Guattari (1987, 1992, 2005) e Spinoza (2008). Adota, como aporte metodológico, a cartografia no/do/com o cotidiano escolar, tecendo aproximações entre a pesquisa cartográfica e a pesquisa no/do/com o cotidiano escolar, afirmando o cotidiano como espaço-tempo da micropolítica, lugar do acontecimento. Acompanha os fluxos, as movimentações, as relações compartilhadas, as redes de conversações com os sujeitos praticantes de uma escola municipal de Vitória (ES). A escolha dos intercessores teóricos e a produção dos dados apontam para uma afirmação sobre a vida, uma possibilidade de vida, ao apostarem nos possíveis, nas práticas de resistências, nas linhas de fuga, nas táticas, potencializando processos que permitem desterritorializar e reterritorializar subjetividades produtoras de singularidades. O cotidiano escolar, mesmo atravessado por afetos que tendem a diminuir a potência de vida, incita, impele, irrompe outros tantos afetos que aumentam a potência, que possibilitam a busca por possíveis a partir de movimentos singulares, que ousam em fazer da vida uma estética da existência: o que faz a vida pulsar

 

DIDÁTICA CRÍTICO-LIBERTADORA FREIREANA: fundamentos, conceito, elementos constituintes e práticas

Coordenador: VALTER MARTINS GIOVEDI

Descrição: Esta pesquisa trata da Didática Freireana. Com ela, pretende-se sistematizar a concepção Didática Crítico-Libertadora de Paulo Freire, evidenciando os seus fundamentos, conceitos, elementos constituintes e implicações para as práticas pedagógicas. Para se atingir esse objetivo, será feita uma pesquisa bibliográfica que vai se desenvolver sobre onze obras de Paulo Freire, selecionadas de tal modo que abarque as diferentes épocas de produção teórica do autor no século XX (anos 60, anos 70, anos 80 e anos 90). Assim, este trabalho pretende mergulhar no pensamento de Paulo Freire para evidenciar a concepção de Didática que dele emerge. Dessa forma, esperamos contribuir com a reflexão e prática de todos e todas que têm Paulo Freire como referência praxiológica para organizar o trabalho pedagógico no contexto de aula

 

MEMÓRIAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR NAS LICENCIATURAS EM CIÊNCIAS HUMANAS DA UFES: O INSTITUINTE E O INSTITUÍDO

Coordenador: VILMAR JOSE BORGES

Descrição: A presente pesquisa tem por principal objeto o Estágio Supervisionado Curricular nos cursos de formação docente e objetiva traçar um contraponto entre o prescrito e o efetivamente objetivado fazendo um paralelo entre o instituinte (legislação educacional) e o instituído (práticas, saberes e fazeres docentes), em quatro cursos de licenciaturas em Ciências Humanas da Universidade Federal do Espírito Santo. Trata-se de uma pesquisa de abordagem quanti-qualitativa, cuja metodologia a ser empregada deriva do híbrido: História Oral Temática e Questionários fechados. Apoiados na História Oral Temática, buscaremos por narrativas de professores responsáveis pela disciplina nas quatro licenciaturas mencionadas. Ainda, por intermédio de questionários, as visões e percepções dos licenciandos, tendo por foco a perseguição do objetivo anunciado. Parte-se do pressuposto de que na sua regulamentação enquanto disciplina, ocorre a instituição de preceitos a serem seguidos. No entanto, entre o previsto e aquilo que tem sido objetivado existem lacunas a serem mitigadas. Espera-se desvelar saberes e fazeres que vem sendo implementados aqui e acolá, contribuindo para estimular a produção, reprodução e mobilização de outros tantos saberes, em busca da melhoria na qualidade da formação e ação docente

 

Memórias e narrativas docentes: a constituição do habitus professoral de docentes de Geografia

Coordenador: VILMAR JOSE BORGES

Descrição: Pesquisa visa entrevistar seis professores de Geografia, atualmente aposentados, visando estimular memórias e narrativas acerca da constituição do habitus professoral na docência de Geografia. Espera-se, em última análise, contribuir para evidenciar as potencialidades para a formação continuada e para a formação inicial de professores, a partir do estágio curricular supervisionado. Integrantes: Vilmar José Borges - Coordenador / Lucas Barata Wingler - Integrante / Tales Wellington Cunha Félix - Integrante / Thiago Freitas do Rosário - Integrante / Vinicius Lima Lemes - Integrante. O aluno Thiago Freitas do Rozário não ficou no Projeto, por ter ingressado em outro Curso (Engenharia) na Universidade Federal de Lavras e se desligou da UFES. Os outros três estudantes atuaram somente na primeira fase da Pesquisa; quando o relatório parcial do projeto foi encaminhado para a Pro-Reitoria de Graduação de UFES foi comunicado o desligamento de todos. Quando o coordenador ingressou no Mestrado Profissional como docente, os alunos não faziam mais parte do projeto de pesquisa

 

NARRATIVAS DE LICENCIANDO(A)S EM GEOGRAFIA: Memórias de vivências no Estágio Curricular Supervisionado

Coordenador: VILMAR JOSE BORGES

Descrição: Tomando o Estágio Curricular Supervisionado como componente curricular que visa possibilitar uma aproximação da teoria e prática no processo de formação docente, a presente pesquisa, vinculada ao Projeto de Pesquisa maior ?MEMÓRIAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR NAS LICENCIATURAS EM CIÊNCIAS HUMANAS DA UFES: O INSTITUINTE E O INSTITUÍDO?, registrado na PRPPG-UFES, sob o número 8693/2018, objetiva contribuir com as reflexões e ações neste importante campo. Para tanto, utilizando como metodologia um híbrido dos pressupostos teóricos da História Oral Temática e Questionários fechados, se propõe mapear narrativas, percepções e saberes de alunos e alunas do curso de Licenciatura em Geografia da UFES acerca de suas vivências na referida disciplina, detectando quais os principais obstáculos, seus limites, críticas e possibilidades. Espera-se, também, buscar por propostas e sugestões de formas alternativas de ensinar e aprender, para a compreensão da realidade e leitura do espaço geográfico, contribuindo, assim, com a formação docente em Geografia, bem como com possíveis melhorias no ensino e práticas de Estágio Supervisionado. Projeto de Pesquisa vinculado ao Programa de Iniciação Científica

 

LINHA 2  - PRÁTICAS, DIVERSIDADE E INCLUSÃO ESCOLAR

 

EDUCAÇÃO ESPECIAL, POLÍTICAS E CONTEXTOS: o caso de Cariacica

Coordenador: Alexandro Braga Vieira

Descrição: Esse estudo objetiva cartografar a Educação Especial no município de Cariacica e se constitui em um recorte de estudo maior de caráter comparado internacional. A pesquisa comparada e internacional é coordenada por professores-pesquisadores que atuam nos Programas de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e de Educação e de Educação Especial da Universidade Federal de São Carlos. Objetiva cartografar a Educação Especial em municípios brasileiros, situados no Espírito Santo, Rio Grande do Sul e São Paulo, considerando os contextos e as políticas educacionais locais, os índices educacionais, os dados relativos à escolarização dos alunos público-alvo da Educação Especial e a organização/ gestão da Educação Especial nas redes municípios/estaduais envolvidas no estudo. Concomitantemente, se propõe promover a comparação dessa realidade com municípios/regiões do México, Moçambique e Itália, buscando identificar articulações/aproximações e compreender diferentes aspectos dos processos, concepções e políticas relativas à educabilidade das pessoas público-alvo da Educação Especial em diferentes sociedades. Adota como referencial teórico as contribuições de Boaventura de Sousa Santos, de pesquisadores da Educação Especial e a própria legislação educacional brasileira. A metodologia a ser utilizada é de caráter predominantemente qualitativo associada também a dados quantitativos, envolvendo análise de dados do Censo Escolar a partir da ferramenta estatística SPSS, revisão bibliográfica, análise de produções acadêmicas e de documentos, realização de entrevistas com gestores e profissionais da Educação e grupos focais. Para as análises qualitativas, apoia-se nas abordagens de análise de conteúdo e análise crítica do discurso (FAIRCLOUGH, 2001), a partir dos objetivos da investigação. Como resultados, busca-se constituir conhecimentos sobre a implementação de políticas públicas favorecedoras da inclusão escolar de pessoas público-alvo da Educação Especial e sobre a formação de professores-pesquisadores, promovendo a divulgação desses conhecimentos por meio de livros, dissertações e teses, relatórios de iniciação científica e apresentação de trabalhos em congressos qualificados conforme critérios adotados pela CAPES

 

O CONCEITO DE DEFICIÊNCIA MENTAL/INTELECTUAL E INTELIGÊNCIA NA ÁREA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

Coordenadora: Andressa Mafezoni Caetano

Descrição: estuda o conceito de deficiência

 

AFRICANIDADES: IDENTIDADES, RELIGIOSIDADES E PATRIMÔNIO CULTURAL

Coordenadora: Cleyde Rodrigues Amorim

Descrição: O Projeto se organiza em cinco linhas de ação e de interesse de pesquisa, tendo como objetivo integrá-las da seguinte forma: a) identificação e mapeamento social preliminar das comunidades de matriz africana (de candomblé) na Região Metropolitana da Grande Vitória (ES), empregando metodologias da pesquisa etnográfica e cartografia social.; b) ações de mobilização social e apoio à organização comunitária dos agrupamentos estudados; c) oficinas de cartografia social no formato do Projeto Nova Cartografia Social dos Povos e Comunidades Tradicionais do Brasil; d) Seminário Estadual reunindo representantes de casas e comunidades de candomblé, debatendo temas de interesse do denominado povo de santo, selecionados previamente nas oficinas de cartografia social; e)visibilizar as ações de pesquisa e extensão em produtos acadêmicos, didáticos e culturais, como: livros, artigos, suplementos didáticos, vídeos-documentários e conteúdos para veiculação em programas de rádio.

 

O ENSINO DE SOCIOLOGIA NO ESPÍRITO SANTO

Coordenadora: Cleyde Rodrigues Amorim

Descrição: O Projeto visa investigar a implementação do ensino de Sociologia nas escolas públicas de ensino médio do Espírito Santo, por meio das práticas dos professores que atuam na Região Metropolitana da Grande Vitória.

 

A leitura na fase inicial da alfabetização

Coordenadora: Dania Monteiro Vieira Costa

Descrição: Visa desenvolver um estudo sobre a leitura em uma perspectiva discursiva na fase inicial da alfabetização, buscando: a. Identificar as ideias que as crianças têm sobre a leitura. b. Discutir como as crianças, no processo inicial da alfabetização, se relacionam com os textos escritos. c. Dialogar como a leitura, em uma perspectiva discursiva, pode ser incorporada a prática educativa da fase inicial da alfabetização

 

A diversidade étnico-racial nas bibliotecas escolares: um olhar sobre estereótipos e representações positivas

Coordenadora: Débora Cristina de Araújo

Descrição: A produção literária infantil e juvenil brasileira foi historicamente relegada a um patamar inferior à literatura voltada para o público adulto. Ela assumiu, desde seu aparecimento, um viés didatizante e fundamentado em valores morais. E no tocante à representação das personagens, estudos diversos apontaram o quanto estereótipos e hierarquizações foram responsáveis por uma produção literária fundamentada em valores eurocêntricos e racializadores. Cabe, portanto, investigações que buscam identificar possibilidades de superação deste modelo cristalizado para a literatura voltada ao público infantil e juvenil, propondo o acesso e o conhecimento de outros referenciais de humanidade nos textos literários, contemplando o reconhecimento de uma sociedade diversa em sua representação estética e histórica. Para tanto, este projeto de pesquisa visa mapear, em bibliotecas das escolas da Grande Vitória, obras literárias com personagens negras protagonistas a fim de traçar estratégias para o trabalho de mediação da leitura, dentre elas o desenvolvimento de um catálogo referencial para ser acessado por professoras/es, acadêmicas/os, pesquisadoras/es em geral bem como estudantes da educação básica. A metodologia desenvolvida será por meio de pesquisa bibliográfica de caráter quantitativo e qualitativo. O objetivo geral da presente pesquisa é realizar um mapeamento das obras literárias com personagens negras protagonistas nas bibliotecas de escolas da educação básica da Grande Vitória, a fim de traçar estratégias para o trabalho de mediação da leitura

 

COMPREENDENDO A EVASÃO (OU EXPULSÃO) NO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO DA UFES (CAMPUS GOIABEIRAS)

Coordenadora: Débora Monteiro do Amaral

Descrição: Este projeto busca fomentar, acompanhar e pesquisar os fatores que levaram, ou podem levar, à evasão ou expulsão de estudantes do Curso de da Licenciatura em Educação do Campo da UFES (Campus Goiabeiras). A justificativa desta pesquisa é por conta do contexto que estamos acompanhando do gradativo abandono de um número expressivo de estudantes do curso logo nos primeiros semestres letivos da graduação. Considerando que a não continuidade dos estudantes na Licenciatura em Educação do Campo tem se mostrado uma condição evidente até o momento, fomos levados a iniciar este estudo na tentativa de reunir elementos que possam ajudar na compreensão dessa realidade e a propor ações que possam contribuir para a superação dos problemas observados e na prevenção de futuros casos de evasão ou expulsão. A metodologia de levantamento e produção de dados será quantitativa (utilizando de pesquisa documental e dados levantados através dados do Sistema de Informação para o Ensino ? SIE - da UFES, instrumento que permite acesso a diversas consultas quantitativas e qualitativas a respeito da vida acadêmica na Universidade) e qualitativa, baseada nas premissas da educação popular e pedagogia libertadora de Paulo Freire, utilizando como instrumentos de pesquisa questionários e entrevistas. A expectativa é que o projeto contribua com a minimização da evasão/ expulsão de estudantes do curso de Licenciatura em Educação do Campo

 

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL NO ESTADO DO ESPIRITO SANTO: O QUE OS PROFESSORES TÊM A DIZER

Coordenador: DOUGLAS CHRISTIAN FERRARI DE MELO

Descrição: A pesquisa tem como objetivo conhecer a história da educação como políticas públicas para pessoas com deficiência visual no Espirito Santo. Os objetivos específicos do estudo são: 1. Imerso na produção histórica e social da segunda metade do século XX no Espirito Santo, conhecer as trajetórias profissionais dos professores de alunos com deficiência visual no Espirito Santo; 2. Compreender como se configuraram e quais os movimentos praticados pelo Poder Público para a execução dessas políticas. 3. Estudar as determinações sociais, econômicas e políticas do estado do Espirito Santo que promoveram o processo de escolarização da pessoa com deficiência na educação básica. Como procedimento metodológico utilizaremos as memórias pessoais e profissionais produzidas a partir de entrevistas semiestruturadas e temáticas, de acordo com análise de conteúdo (Bardin, 2004). A análise dos dados compreenderá três eixos temáticos: determinações sociais, econômicas e políticas da elaboração e execução das políticas públicas, processos de escolarização do aluno com deficiência visual, trajetórias profissionais dos professores e a busca por documentos produzidos. Os resultados esperados são: 1. Subsidiar propostas de formação de professores (inicial e continuada) para atuarem com alunos com deficiência visual no ensino regular; 2. Subsidiar a melhoria das condições de acesso das pessoas com deficiência visual à educação básica; 3. Conhecer a singularidade dos professores que produziram a história da educação das pessoas com deficiência visual no Espirito Santo; 4. Organizar um acervo digital com entrevistas orais e transcritas desses professores; 5. Socializar os resultados parciais e finais em livros, congressos e periódicos da área

 

A formação de professores em regime de alternância na Licenciatura em Educação do Campo (LEdoC/Ufes)na dinâmica do Tempo-Universidade, Tempo-Comunidade e Auto-Organização dos estudantes

Coordenadora: DULCINEA CAMPOS SILVA

Descrição: Estuda o curso de Licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal do Espírito Santo (Goiabeiras). Analisa o processo de alternância do curso ? Tempo-Universidade (TU) e Tempo-Comunidade (TC) ? na formação de professores e a auto-organização dos estudantes para a gestão da licenciatura. Desenvolver-se-á em duas etapas: a) análise dos processos de institucionalização da licenciatura (2015 a 2018); b) análise das práticas docentes dos egressos da LEdoC/UFES (2018 a 2020). Como metodologia, trata-se de uma pesquisa qualitativa, sendo realizada por meio da análise de documentos e a aplicação de questionários a serem respondidos por alunos e professores envolvidos na licenciatura. Interessa-nos evidenciar como os tempos/espaços formativos da alternância contribuem para a formação do professor por área de conhecimento e como elas estão conectadas com a materialidade que deu origem ao curso. Parte das categorias centrais do Materialismo Histórico Dialético, tendo como base a ideia da totalidade; da materialidade; da historicidade e da contradição, que atravessam a realidade social do campo. Pretende a construção de um olhar a partir da totalidade, indicando, como neste processo, consolida uma proposta de formação de professores determinada por uma concepção de Educação do Campo no âmbito da Licenciatura ofertada pela UFES ? Campus Goiabeiras

 

Um olhar sobre o Estado do Espírito Santo a partir da Política Nacional de Educação Especial em uma perspectiva inclusiva: Viana, Guarapari e Fundão

Coordenadora:INES DE OLIVEIRA RAMOS

Descrição: Trata de um estudo maior que contará com a realização de outros estudos que o integra. Objetiva analisar as implicações da Política Nacional de Educação Especial em uma perspectiva inclusiva de 2008 (PNEE/2008) em municípios do Estado do Espírito Santo, nos seus 10 anos de constituição. Analisa atravessamentos do documento nos seguintes âmbitos: a) formação docente; b) público-alvo; c) atendimento educacional especializado; d) redes de apoio; e) acesso aos currículos escolares; f) financiamento; g) matrícula; h) dentre outros. Como caminho teórico-metodológico recorre aos pressupostos da cartografia em Educação. Busca sustentação em Boaventura de Sousa Santos (2007, 2008). Envolve profissionais da Educação que atuam diretamente com os estudantes, tanto no contexto escolar como nas Secretarias de Educação. Busca compor conhecimentos sobre os impactos da PNEE/2008 nas várias políticas públicas de Educação Especial e no enfrentamento dos desafios que ainda atravessam o direito à Educação para essa população específica de estudantes

 

A medicalização na Educação infantil:análises de encaminhamentos docentes

Coordenador: Jair Ronchi Filho

Descrição: Estudos demonstram que apesar de mais de 90% das crianças brasileiras em idade escolar estarem incluídas no ensino fundamental, a precariedade dessas escolas não lhes permite nem mesmo a aprendizagem da leitura e da escrita. Na educação infantil nota-se um avanço na cobertura do atendimento para as crianças de 4 a 6 anos, e uma necessidade premente de ampliação de vagas para as crianças de 0 a 6 anos. Contudo, devido às concepções utilizadas pelo corpo técnico dos centros de educação e infantil e das escolas, ocorre um processo de culpabilização das crianças cada vez mais precoce pela sua não aprendizagem, tendendo para uma medicalização do problema. Esta pesquisa documental tem como objetivo identificar como ocorrem nos centros de educação infantil municipais de Vitória, o processo de classificação e encaminhamento das crianças ditas com problemas de desenvolvimento e aprendizagem. Com esse propósito realizaremos análise dos documentos que contenham os registros dos problemas de desenvolvimento e aprendizagem apresentados pelas crianças, suas classificações, encaminhamentos e diagnósticos. Os resultados obtidos serão apresentados por meio de descrição do conteúdo dos documentos analisados e de categorias constituídas com a análise de conteúdo desenvolvida

 

FORMAÇÃO E PRÁTICA DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO EM DIFERENTES CONTEXTOS: PERSPECTIVAS PARA INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Coordenadora: MARIANGELA LIMA DE ALMEIDA

Descrição: A pesquisa é coordenada por professores-pesquisadores que atuam nos Programas de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo. Objetiva cartografar a Formação e Prática de Profissionais da Educação, considerando os contextos e políticas educacionais locais, os dados relativos à escolarização dos alunos público-alvo da Educação Especial e a organização/gestão da Educação Especial nas redes municípios/estaduais envolvidas no estudo. Como resultados, busca-se constituir conhecimentos sobre a implementação de políticas públicas favorecedoras da inclusão escolar do público-alvo da Educação Especial e sobre a formação de professores-pesquisadores, promovendo a divulgação desses conhecimentos por meio de livros, dissertações, teses, relatórios de iniciação científica e apresentação de trabalhos em congressos qualificados conforme critérios adotados pela CAPES

 

EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ETNICO-RACIAIS, TERRITORIALIDADES E INCLUSÃO

Coordenadora: PATRICIA GOMES RUFINO ANDRADE

Descrição: Estudos e pesquisas afro-brasileiras têm contribuído efetivamente para o exercício de reconhecimento das diferenças, principalmente se consideramos nossa sociedade multiétnica e multicultural. Neste projeto analisamos processos na formação de professores e práticas escolares que aportados nos Estudos Culturais - Hall (2008), Certeau (2005), Barth (2000)- entre outros, dialoguem sobre os processos de produção de nossas experiências étnicas tomando como especificidade as práticas culturais nas comunidades tradicionais e no ambiente escolar. Existem inúmeras possibilidades para o trato da questão racial no cotidiano escolar imbricadas nos fazeres possibilitando a construção de novas propostas. Acreditamos que estes saberes e fazeres escolares devam partir da compreensão das realidades locais. Dessa forma esta pesquisa visa relacionar elementos importantes para a reconstrução da história do negro no sudeste brasileiro e para a produção simbólica de territórios culturais em que as interpretações sociais permitam construir processos identitários auto afirmativos. Produzir um acervo de conteúdo e práticas de pesquisas sobre territorialidade afro-brasileira cultura e história da África para ampliar possibilidades de formação para/nas/das escolas públicas ou privadas, como também nas faculdades e na própria universidade. Pretende-se desmistificar a visão do senso comum em relação ao continente africano, seus países as diferentes práticas religiosas. A partir do grupo de pesquisa será possível a Ampliar a discussão sobre as questões delicadas que envolvem a população negra do Brasil como o preconceito racial e a violência entre jovens afro descendentes; 4) Produzir instrumentos facilitadores ao cumprimento da Lei 10.639, promulgada em 2003, pelo Conselho Nacional de Educação, órgão do Ministério da Educação (MEC), que obriga o ensino de história e cultura africana e afro-descendente nas instituições de ensino básico e superior de todo o Brasil

 

Os processos formativos dos estudantes do curso de Licenciatura em Educação do Campo/Ufes: um olhar com e pelos Cadernos da Realidade

Coordenadora: REGINA DOS SANTOS GODINHO

Descrição: Investiga a produção dos saberes dos estudantes do curso de Licenciatura em Educação do Campo no que tange aos seus processos formativos, numa perspectiva dialógica e discursiva, tomando como fonte os Cadernos da Realidade. Utiliza como aporte teórico-metodológico o pensamento de Marc Bloch (2001), Carlo Ginzburg (2002, 2007), Michel de Certeau (1994, 1995, 1996) e de Mikhail Bakhtin (1992, 1993, 2003)

 

Processos de apropriação da linguagem e suas variedades linguísticas: por uma perspectiva discursiva

Coordenadora: REGINA DOS SANTOS GODINHO

Descrição: Entendemos a apropriação da língua/linguagem como um complexo assunto a ser tratado. Nesse sentido, constatamos, principalmente a partir dos anos de 1980, a divulgação no Brasil de novos referenciais teóricos relativos ao ensino da língua, bem como uma significativa produção nacional acerca do assunto. Tais referenciais privilegiam o texto como unidade básica para o ensino aprendizagem da língua e referenciam à linguagem, tanto oral quanto escrita, um status de relevância, principalmente, no sentido de seu contexto de produção, tendo em vista o(s) interlocutor(es) a que se destina(m). Dessarte, o foco é voltado para o uso contextualizado da língua e não para estruturas abstratas. Parte-se, pois, do princípio de que a língua é um fato social cuja existência se funda na interação, atribuindo-se lugar privilegiado à enunciação como realidade da linguagem. Entretanto, mesmo diante dos novos aportes teóricos, principalmente aqueles de cunho sociocultural, que incorporaram uma visão discursiva e/ou enunciativa do trabalho com o texto e se presentificaram em documentos oficiais, compreendemos que novas pesquisas necessitam ser empreendidos acerca da temática enfocada, principalmente no que se refere às questões metodológicas que tangem ao seu ensino. Estudos realizados com o intuito de verificar como os professores vêm, atualmente, conduzindo o ensino aprendizagem da linguagem apontam que, para que esses e outros aportes venham a ser efetivados na práxis, necessário se fazem novos empreendimentos ao encontro do trabalho com a língua em sala de aula, tendo em vista seus eixos e dimensões, bem como o tratamento dado às diferentes variedades linguísticas, principalmente no que concerne à sua abordagem sistemática. Considerando, pois, a relevância da temática do ensino de língua(s) na Educação Básica e a necessidade de estudos que possibilitem o pensar teórico e metodológico que tange ao seu ensino aprendizagem, corroboramos a pertinência de nosso projeto de pesquisa

 

Narradores da Maré: geografias dos manguezais capixabas e formação de professores/as

Coordenador: SOLER GONZALEZ

Descrição: Tem por objetivo problematizar e cartografar os saberes socioambientais das comunidades escolares e pesqueiras das áreas de manguezais capixabas e da Baia de Vitória e suas contribuições com o ensino, pesquisa e formação de professores/as.

 

Diálogos sobre a fenomenologia na educação

Coordenador: VITOR GOMES

Descrição: Trata-se de um projeto de pesquisa que tem como objetivos/pilares imergir de forma existencial e compreensiva na teoria fenomenológica para que possamos emergir, ,divulgar e promover o método fenomenológico de pesquisa a partir da perspectiva educacional. A partir de estudos e atividades de extensão que envolvem: formações em serviço de educadores que atuam em diversos contextos educativos, produções de materiais visuais educativos, grupos de estudo, criação de site e outras possibilidades. O projeto almeja desvelar contribuições da fenomenologia para os saberes e fazeres que envolvem as práticas educativas em contextos educativos diversos de forma a apresentar aspectos relativos a sua metodologia como possibilidade de compreensão e interpretação dos distintos aspectos que envolvem as questões de ensino e aprendizagem nos mais variados contextos educativos possíveis

 

A fenomenologia da diferença: uma compreensão fenomenológica do conceito da diferença a partir dos filmes

Coordenador: VITOR GOMES

Descrição: Trata-se de um projeto de pesquisa que tem como objetivo o desvelamento uma fenomenologia da diferença constituída a partir de conteúdos fílmicos. Pretende Imergir dentro da realidade cinematográfica no intuito da compreensão de intencionalidades dos diretores, evidenciar como se dão as interrelações entre personagens a partir da perspectiva dos filmes e realizar um mapeamento das produções cinematográficas escolhidas e compreendidas a partir de encontros presenciais(grupo de estudo). Em termos metodológicos pretende utilizar conceitos a partir das concepções teóricas de Merleau-ponty a partir da dimensão do sujeito imbricado/carnal. Utilizará momentos presenciais e não presenciais, divididos em 4 etapas: Teorias e conceitos iniciais da fenomenologia( em qual será realizada leitura de bibliografia sobre a fenomenologia , Levantamento de filmes( realizado a partir do grupo de estudos), Fruição dos filmes e Produção de artigo. Uma vez que uma pesquisa fenomenológica tem como intuito o desvelamento e vivência dos fenômenos fugindo a apriorismos ou pré-concepções os resultados ou expectativas diante a esses estarão vinculados as interrelações entre as pessoas na análise e fruição dos filmes

 

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910