ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO CIENTÍFICOS: DISCURSOS PRODUZIDOS NAS DISSERTAÇÕES E TESES (1992-2016)

Nome: MARI INÊZ TAVARES
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 28/02/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Cláudia Maria Mendes Gontijo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Cláudia Maria Mendes Gontijo Orientador
Cleonara Maria Schwartz Examinador Interno
DAISY DE BRITO REZENDE Examinador Externo
MARCOS ANTONIO PINTO RIBEIRO Examinador Externo
Robson Loureiro Examinador Interno

Resumo: Esta tese tem por objetivo mapear dissertações e teses brasileiras produzidas
no período de 1992 a 2016, no campo da Educação/Ensino em Ciências,
disponíveis na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro
de Informação em Ciência e Cultura (Ibicit), que utilizam conceitos de
alfabetização científica e/ou letramento científico, com a finalidade de
compreender os temas privilegiados e os sentidos atribuídos a essas expressões nas dissertações e teses. Adota como metodologia a pesquisa bibliográfica e como referencial teórico conceitos que integram a filosofia bakhtiniana de linguagem, assim como a teoria crítica da educação. Demonstra, por meio das análises, que há uma diversidade temática no campo de estudos da alfabetização e letramento científicos e, dessa forma, as teses e dissertações abordam metodologias de ensino no campo da Educação/Ensino em Ciências, formação de professores, análise e elaboração de livros e materiais didáticos impressos, educação não formal, argumentação em aulas de ciências, práticas de ensino de ciências, letramento científico, alfabetização científica, divulgação da ciência, inclusão e leitura de textos científicos, mostrando que esse é um campo profícuo para estudo de diferentes temas que afetam o ensinoaprendizagem das ciências. Comprova, conforme reflexões elaboradas, a hipótese de que alfabetização e letramento científicos não são termos adequados para nominar a Educação/Ensino em Ciências e, por isso, defende que as denominações alfabetização científica e letramento científico possam dar lugar à expressão educação para ciência por abranger o que se deseja nominar em termos de reflexões, metodologias e práticas que envolvem o pensar e falar sobre ciências da natureza no campo da educação.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910