FORMAÇÃO DOCENTE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA: ENCONTROS, AFETOS/AFECÇÕES

Nome: NILCÉA ELIAS RODRIGUES MOREIRA
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 19/11/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Janete Magalhães Carvalho Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Carlos Eduardo Ferraço Examinador Interno
Eduardo Simonini Lopes Examinador Externo
Janete Magalhães Carvalho Orientador
Jaqueline Magalhães Brum Examinador Interno
Regina Helena Silva Simões Examinador Interno
SILVIO DONIZETTI DE OLIVEIRA GALLO Examinador Externo

Resumo: Este estudo trata dos efeitos que emergem dos encontros experienciados nos
percursos formativos de professora(e)s na modalidade a distância, na dimensão
da relação entre afetos/afecções e aprendizagens. Problematiza as experiências
aprendentes, criativas e inventivas que ocorrem em ambientes de formação a
distância de professores ofertadas pela Universidade Aberta do Brasil (UAB),
discorrendo sobre esta como política pública de formação de professora(e)s
brasileira(o)s, especificamente, no que diz respeito à oferta do “Curso de
Especialização no Ensino de Matemática para o Ensino Médio: Matemática na
Prática”, ofertado pela Secretaria de Educação a Distância da Ufes. Tem a
cartografia como inspiração metodológica, apostando em redes de conversações
cujos registros foram produzidos no desenrolar das conversas, engendrando-as
com a problemática da investigação. Utiliza alguns conceitos criados e/ou
deslocados por Deleuze e Deleuze e Guattari, os quais ajudaram a pensar a
formação docente a distância como espaço de criação e de aprendizagens
agenciadas pelo afeto. A tese é de que, nos ambientes de formação docente online, a aprendizagem se dá pelo encontro, pelo afeto, e não apenas pela
prescrição, pelo engessamento e pelo template. É pelo afeto que as intensidades
de forças se movem e se constituem. A partir das composições observadas no
âmbito do curso “Especialização Matemática na Prática” e dos conceitos de
ritornelo, noções comuns (inteligência coletiva, trabalho imaterial e bem comum),
afetos-afecções, formação inventiva e, sobretudo, com a noção de rede de
conversações de Carvalho, emerge o conceito de fluxoformação, que busca
articular a perspectiva das redes de conversações ampliadas para as redes de
conectividades virtuais como produtoras de encontros, conversas, afetos/afecções
de alegria e conhecimento. Conclui que a força da formação docente a distância
pode ser espaço potente de criação, encontros e aprendizagens inventivas.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910