Geografia das Cores: Práticas Pedagógicas Libertárias e Ecologistas em Educação nos Cotidianos Escolares

Nome: Roberto Márcio da SilveiraTipo: Dissertação de mestrado profissionalData de publicação: 14/08/2019Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Soler Gonzalez Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Debora Monteiro do Amaral Examinador Interno
Rodrigo Barchi Examinador Externo
Soler Gonzalez Orientador

Resumo: O objetivo desta pesquisa consiste em problematizar as contribuições políticas, pedagógicas, ecologistas e libertárias de educação, a partir das narrativas, imagens, fotografias e práticas pedagógicas realizadas nas oficinas "Geografia das cores" e "Sucata que gera vida" nos cotidianos escolares. Nossas apostas metodológicas se aproximam da pesquisa cartográfica e com os cotidianos escolares, potencializando práticas pedagógicas dialógicas, solidárias e movimentos de formação inventivas que aconteceram nos processos de criação das telas, diários e aulas de campo. Nossos pressupostos teóricos dialogam com as perspectivas libertárias de educação e na educação ambiental como educação ambiental política, apostando e acreditando no potencial transformador e criativo das práticas pedagógicas e seus impactos na vida, nas relações e no pensamento ecológico. No esteio da perspectiva ecologista de educação buscou-se força criativa, por meio dos encontros e conversas, assim como se potencializaram os saberes e fazeres dos sujeitos que habitam o cotidiano da escola, propondo outras ecologias que sejam dialógicas,
solidárias, com as Oficinas do viver, semeando práticas pedagógicas transversais, em diálogo com as linguagens artísticas, estéticas-expressivas e ecológicas, em diálogo com a interculturalidade, na educação e com a educação Ambiental.Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910